A greve dos caminhoneiros

automotive cars expressway guardrail
Photo by Markus Spiske freeforcommercialuse.net on Pexels.com

Em 6 de agosto de 2012 eu escrevi em um de meus blogs uma reflexão bem interessante sobre nossa preparação pessoal para uma greve dos caminhoneiros à época e como individualmente e como famílias poderíamos sobrepujar os desafios criados pela greve. Veja em http://bit.ly/grevedoscaminhoneiros.

Em 8 de março de 2013, um ano depois, eu novamente questiono nossa preparação pessoal num texto entitulado “E se?” (http://bit.ly/e_se_2013) no qual eu questiono nossa preparação para uma série de diferentes cenários, inclusive uma nova greve de caminhoneiros.

Bem estamos com uma greve de caminhoneiros cujos resultados começam a nos afetar pela limitação da disponibilidade de combustível, daqui a pouco vai nos afetar na alimentação e com outros itens de nosso dia-a-dia. Nós e nossas famílias estamos preparados para este tipo de situação? Para mais informação sobre preparação pessoal e familiar visite http://beeready1.blogspot.com.br/.

Agora, e nossos governantes têm um plano B? Como lidar quando uma classe de profissionais sequestra toda uma sociedade em prol de seus interesses? Estes interesses são legítimos?

Entendo tratar-se de uma manifestação contra a alta no preço dos combustíveis. Voltamos a um assunto interessante. Por que , se a Petrobrás é do povo brasileiro, a gente só paga a conta? Por que nós somos chamados apenas para cobrir os prejuízos e nunca na divisão dos lucros? Por que pagamos a gasolina “mais cara do mundo”? (Não sei se é, mas no meu bolso parece ser).

Observe que quem mais sofre continua sendo aqueles que mais precisam, são os usuários do transporte público, são os que têm menos.

Está mais do que na hora de privatizarmos a Petrobrás e abrir o mercado para a concorrência e com isso eliminar o monopólio e desfrutar de preços mais competitivos e de combustível de melhor qualidade.

Precisamos eliminar da politica brasileira os políticos que defendem este monopólio, que defendem manter as coisas como elas são. Nesta próxima eleição vamos escolher apenas candidatos que não tenham um histórico político anterior, vamos trocar os políticos para trocar a política.

Para novos resultados, uma nova política. Para uma nova política, novos políticos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s